30 de agosto de 2009

Lady Gagá

VMB 2009

Começaram os preparativos para o VMB desse ano


Candidatos a "Artista do ano": vide os mesmos do ano passado...
Candidatos a "Aposta MTV" (únicos que mudam no decorrer dos VMBs, basicamente):

Black Drawing Chalks
Também concorrem ao prêmio de "Rock alternativo", semelhante ao Kings of Leon:



Kings of Leon Black Drawing Chalks




Black Drawing Chalks Kings of Leon



Podiam ter colocado Théo e os Beckers, um forte concorrente na categoria!

Que rock bom é esse?


Théo e os Beckers!

BOMBAAA!




Extraído do site Ego, a grande polêmica de toda uma vida:


-Ve-eeeeja!



Por onde anda o Fofão?
Conheça o homem por trás do Fofão








Alex Gill ex-Polegar



Em entrevista, Alex comenta:

-E nem precisava das bochechas!

29 de agosto de 2009

Ctrl x 2



É, a Xuxa é uma ótima pessoa...

Hugo é quem o diga

Ctrl x

“oi gente sou eu sasha estou aqui filmando o novo filme a xuxa, e um vai ser m otimo filme, tenho q ir vou fazer uma sena com a cobra” .
(Shasha)




Tá aí alguém que a entende:

-Entendo, eu também fui alfabetizado em INGRÊIS...!
-Porra, o Felipe Massa ficou cagado depois do acidente, olha a voz dele:




-Ele sempre teve essa voz fanha...!



...
-Eu gosto de Beck...



-Eu também... eu e o Bob!
-Bob?!
-É, o Bob:













-...!

27 de agosto de 2009

Polêmica!!!

no Twitter...

"Sou eu Sasha. Estou aqui filmando e vai ser um ótimo filme. Tenho que ir... vou fazer uma sena com a cobra". (Sasha)

"Pra quem não sabe minha filha foi alfabetizada em inglês. (...) Ela não merece ouvir certas m.." (Xuxa)

"Fui. Vocês não merecem falar comigo nem com meu anjo". (Xuxa)

"EU NÃO ESTOU GRITANDO, NEM QUERO SER MAL EDUCADA, GALERA. SEMPRE QUE ESCREVO NO COMPUTADOR, ESCREVO ASSIM. É O MEU JEITINHO!" (Xuxa)

Imagina que Sena ela ia fazer com a cobra, huhu.

25 de agosto de 2009

Pitty recarrega sua metralhadora de bobagens

e atira para todos os lados...

Lembro que abri uma Rolling Stone outro dia, a resenha do disco da menina dizia que agora ela citava trechos de grandes obras literárias em suas músicas... UAU! Pitty literata! Mas peraí, se ela fizesse o disco todo usando palavras destes escritores as letras seriam ótimas, porém, misturar isso com suas frases de auto-ajuda, clichês e figuras de linguagem viscerais-gótico-pop só pode acabar em uma coisa: aliás, não tem nada pra designar isso. Merda seria um grande elogio. Lixo? Não, bonito demais. Caralho Pitty, você consegue deixar a gente na mão, nem xingar seu novo disco como eu queria é possível.





Começando do começo:

A primeira bala no vácuo já começa pelo nome do disco: "Chiaroscuro" é uma palavra italiana que significa "luz e sombra" ou "claro-escuro". Isso é bem típico da Pitty, utilizando uma palavra meio desconhecida, confere tons misteriosos, inteligentes, filosóficos à sua "obra". Mas se a palavra tem tal definição, deveria ser a última escolhida pela moça, pois neste novo álbum ela vai do preto cemitério ao rosa choque mais saltitante do mundo.

Faixas:

"8 ou 80" - A música tem um intrumental que remete às bandas dos anos 90 como Alice in Chains, o guitarrista deve ser fã do Jerry Cantrell, pois as linhas de guitarra são parecidas. Pô, você ouve a bateria do comecinho e fala: "até que é legalzinho", mas aí entra aquela voz cantando "Eu só quero o começo / não podia lidar com o meio / quero muito, tenho apego / já não quero, só resta desprezo". Não dá. De bom apenas o nome, Pitty não consegue ser tão péssima para a nota "8" e nem tão boa para o "80", faz apenas essa coisa murcha e pretensiosa, ficando mais ou menos pelo 31,7.

"Me Adora" - Dos anos 90 ela pula para 2001. Não tem como negar, ela copia descaradamente os Strokes. Só que a nossa Julia Casablancas vem com um refrãozinho de dar vergonha: "Que você me adora / Que me acha foda", já deu né?

"Medo" - Agora ela volta aos anos 80 tentando soar como seus "camaradas" do Faith No More, porém acaba caindo naquele estilo criado por Limp Bizkit e Linkin Park. Bom, no finalzinho ela começa a urrar "se correr o bicho pega, se ficar o bicho come" em cima de guitarras bem distorcidas, não consegui prestar tanta atenção à frase, mas é por aí, você sabe...

"Água Contida" - Essa é Pitty no melhor (pior) estilo musical Pitty mesmo, porém depois de um atropelamento e com gripe suína, como ela mesmo descreve na letra: "Eu, chorando / Com essa cara toda amassada / Com esse olho em carne viva, retalhada / E esse nariz que não pára de escorrer".

"Só Agora" - Baladinha com efeitinhos de guitarra de fundo e gemeção vocal.

"Fracasso" - Realmente.

"Desconstruindo Amélia" - Pobre Amélia, que era mulher de verdade, virou uma salada sonora à la Queens of the Stone Age. Ponto alto: "Hoje aos 30 é melhor que aos 18 / Nem Balzac poderia prever / Depois do lar, do trabalho e dos filhos / Ainda vai pra nigth ferver".

"Trapézio" - Pitty roots + analogias circenses.

"Rato na Roda" - Cópia de Strokes parte II.

"A Sombra" - Embrulha o estômago.

"Todos Estão Mudos" - Quem dera Pitty, quem dera...

O portal Terra tem outra versão para o mesmo disco, confira aqui.